Dicas para analisar a saúde financeira da sua empresa

Dicas para analisar a saúde financeira da sua empresa

Publicado por Zanini, 30/06/2020

Blog

A sua empresa parece estar estagnada? Por mais que você faça, algo parece impedir o crescimento? Em muitos casos, uma análise criteriosa com criação de um planejamento econômico pode ajudar você a analisar a saúde financeira da empresa e entender onde está o problema.

Confira dicas de como identificar e solucionar problemas!

FAÇA UMA ANÁLISE CRITERIOSA

O primeiro passo para identificar se a saúde financeira da sua empresa está no vermelho – ou não – é organizar os custos e gastos. Para tanto, é necessário criar uma planilha e listar todos os custos que existem. Em outra planilha, coloque também todos os ganhos.

Na planilha de custos, coloque todos os gastos. Todos mesmo! Não se esqueça de nenhum ponto. Alguns itens essenciais para essa conta são:

·         Materiais

·         Fornecedores

·         Estoque

·         Logística

·         Imposto

·         Consultoria (custo operacional)

·         Funcionários

·         Aluguel

·         Água

·         Luz

·         Internet

·         Telefone

Todas essas informações – e tantos outros gastos que tiver – são importantes para definir um cálculo mais próximo da realidade dos custos.

Some todos os gastos e utilize os dados dos últimos seis meses da vida útil da empresa. Some todos os custos, dividindo pelo número total de meses. Dessa forma, você terá uma média de custos com base no último semestre. Esse cálculo é importante para as projeções dos próximos meses.

O mesmo deve ser feito do lado positivo. Coloque na ponta do lápis todos os rendimentos da empresa: como vendas, exportações, importações, aportes financeiros, dentre outros. Faça o cálculo pelo mesmo número de meses que o estipulado com os custos.

A partir desse momento, você terá uma média de custos e uma média de ganhos. A conta é simples: subtraia os gastos dos rendimentos. Com o resultado, é possível fazer uma análise criteriosa em alguns cenários. São eles:

 

RESULTADO NEGATIVO

Caso o valor seja negativo, há algo errado. A empresa não deve ter custos maiores que os ganhos. Esse é o sinal vermelho para analisar tudo aquilo que está sendo feito e cortar custos.  Lembre-se: sua mão de obra (operacional) já é qualificada, então estimule o corte de colaboradores como última opção.

Neste caso, é importante também avaliar o mercado. Qual é o seu público? O que você vende? Dentre essas opções, o que dá mais lucro? Qual é o item que mais vende? Essas informações são pertinentes para traçar um plano de ação: dar mais vazão aos itens com maior margem de lucro, investir mais naqueles que há mais procura e promover ações para promover a venda de itens que estão parados e apenas ocupando espaço do estoque – ou seja, causando ainda mais custos para você.

 

RESULTADO NEUTRO

Caso o seu cálculo chegue a 0 – ou bem próximo a isso, para menos ou para mais – também é um sinal vermelho. Isso indica que a saúde financeira da sua empresa não está respirando com dificuldades, mas que precisa de ajuda quanto antes, pois está apenas “se mantendo”.

O resultado neutro é tão problemático quanto o resultado negativo. Aqui é necessário analisar a demanda do mercado e como você pode se inserir nela – para captar ainda mais clientes e aumentar os ganhos da empresa. O corte em despesas também deve ser promovido – com mais cautela e análise do que qualquer outro cenário.

 

RESULTADO POSITIVO

Caso a sua empresa tenha um valor positivo no resultado da conta é um bom sinal. Isso quer dizer que a saúde financeira da sua empresa está boa. Mas cabe uma reflexão: com essa margem de lucro, como você pode converter em mais oportunidades para crescer? Esse valor é o bastante para criar novas formas de investimento?

Neste momento não devemos afrouxar: devemos ter cautela e analisar como seguir – visando um resultado ainda melhor no final do próximo semestre.

Aqui também vale uma análise de custos. Após o levantamento total deles, é possível que sejam identificadas algumas “sobras” desnecessárias. Onde podem ocorrer cortes sem prejuízos? Analise e corte, pois isso pode representar um alerta nos próximos meses.

 

 

 

FAÇA UM PLANEJAMENTO PARA O FUTURO

Aonde você quer chegar? Crie uma nova planilha com a expectativa de lucros e faturamento, e coloque o tempo em que quer alcançar. Isso norteará o rumo da empresa e os próximos passos a serem tomados.

Com organização, é possível aumentar o potencial da empresa e colaboradores e alcançar objetivos ainda maiores.

 

PARA TUDO QUE CONTA, CONTE COM A GENTE!

Por isso, conte com profissionais da área contábil com experiência para análise de custos e ganhos, bem como fluxo de caixa. Às vezes, o “gargalo” da sua empresa está na organização de planilhas – e você não precisa passar por isso sozinho. Conte com a nossa ajuda! Entre em contato com a Zanini Auditoria – nós estamos há mais de 40 anos no mercado, com profissionais aptos para identificar e solucionar todos os seus problemas! Entre em contato: https://www.zaniniauditoria.com.br/contato