Skip to content Skip to footer

Impostos federais, estaduais e municipais: quais as diferenças?

impostos

Impostos federais, estaduais e municipais: quais as diferenças?


Você sabe quais as diferenças entre os impostos federais, estaduais e municipais que você ou sua empresa paga todos os meses? Muitos empresários não sabem.

Na realidade, uma boa parte dos contribuintes vê os tributos como uma obrigação indigna, como um problema. No entanto, a sua contribuição é fundamental para o estado.

Pensando nessa questão de grande curiosidade para os empreendedores, hoje a Zanini Auditoria irá explicar exatamente quais as diferenças entre os tipos de impostos nos órgãos federais, estaduais e municipais.

O que são impostos?

Os tributos são aquilo que todas as empresas e pessoas físicas contribuem obrigatoriamente ao estado. Em troca, o estado deve garantir bons serviços públicos.

Cada país possui uma cobrança diferente de tributos, assim como um retorno diferente que é dado à sua população. No Brasil, por exemplo, o estado financia o SUS.

O SUS (Sistema Único de Saúde), é um órgão governamental que garante acesso à saúde de forma gratuita para qualquer brasileiro. No entanto, o sistema não é perfeito.

Em linhas gerais, o dinheiro dos contribuintes serve para financiar serviços de:

  • Segurança: É o caso das polícias estaduais, federais e militares;
  • Educação: Escolas e universidades públicas;
  • Saúde: O SUS e outras demais soluções;
  • Justiça: Juízes, advogados e também a prisões.

Entretanto, cada tributo pago financia uma determinada área específica de atuação do governo. O sistema tributário brasileiro é bastante complexo.

A principal diferença entre cada esfera de cobrança de tributos é a forma como estes tributos são cobrados, o motivo de sua cobrança e qual será a abrangência do seu uso.

Por outro lado, é importante que cada personalidade jurídica e física verifique a sua situação individualmente, pois existem isenções e até mesmo descontos.

Impostos federais

Veja agora a lista dos principais tributos federais.

  • II: Imposto sobre importação;
  • IOF: Imposto sobre Operações Financeiras;
  • IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • IRPF: Imposto de Renda Pessoa Física;
  • IRPJ: Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
  • COFINS: Contribuição de Financiamento da Seguridade Social;
  • PIS: Programa de Integração Social;
  • CSLL: Contribuição Social sobre Lucro Líquido;
  • INSS: Instituto Nacional do Seguro Social.

Vale destacar que os tributos federais compõem mais de 60% de toda arrecadação do país, sendo de responsabilidade do governo federal. Servem para manutenção do governo.

Impostos estaduais

Veja agora a lista dos principais tributos estaduais:

  • ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias);
  • IPVA (Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores);
  • ITCMD (Imposto Sobre Transmissão de Causa Mortis).

Como o nome sugere, é obrigação de cada estado fazer a cobrança destes tributos, que servem para a manutenção de serviços públicos como escolas e hospitais.

Atualmente, os tributos estaduais correspondem por volta de 28% de toda arrecadação do país.

Impostos municipais

Veja a lista dos tributos municipais:

  • IPTU (Imposto Territorial Urbano);
  • ISS (Imposto Sobre Serviços);
  • ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Móveis).

Cobrado pelas prefeituras, estes tributos servem para compor o orçamento dos serviços públicos da cidade Representam atualmente por volta de apenas 5% de toda arrecadação.

São todos esses tributos que o empresário encontra na hora de abrir seu negócio e precisa se atentar para quais são devidos à sua atividade. Esse é o momento de contar com uma contabilidade eficiente como a Zanini Auditoria.

Se você deseja conhecer mais dos nossos serviços, e da nossa empresa com mais de 40 anos de experiência, entre em contato conosco.

Entre em contato conosco!

Translate »