Os métodos de gestão de estoque que a sua empresa precisa conhecer

Por vezes negligenciada, a adoção de métodos de gestão de estoque é um dos mecanismos mais importantes para garantir a gestão eficiente e o desenvolvimento sustentável dos negócios.

Manter o inventário atualizado e controlar toda a movimentação relacionada a movimentação de mercadorias e insumos são processos essenciais para as empresas.

No entanto, para que seja possível gerenciar e controlar adequadamente os estoques, é preciso que as organizações conheçam e adotem métodos de gestão de estoque padronizados e confiáveis.

Neste conteúdo, destacamos algumas opções, dentre elas:

  • PEPS;
  • UEPS;
  • Custo Médio;
  • Just in Time.

1.PEPS

PEPS – (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair) é uma metodologia que tem como princípio fundamental que as mercadorias que entraram primeiro, ou seja, as mais antigas em estoque são as que devem ser vendidas primeiro.

Atualmente, esse é um dos métodos de gestão de estoque mais utilizado pelas empresas em geral.

Dentre as principais vantagens relacionadas a esse método, podemos destacar:

  • Melhor controle de validade dos produtos;
  • Redução de perdas;
  • Aproximação ao custo real de cada produto.

2.UEPS

UEPS – (Último a Entrar, Primeiro a Sair) é uma metodologia para gestão de estoques inversa à apresentada anteriormente.

A metodologia UEPS estabelece que os produtos que entraram por último no estoque devem ser os primeiros a sair.

Devido às suas características essa metodologia não é muito recomendada para empresas que trabalham com produtos perecíveis ou de curta validade.

Além disso, é importante ressaltar que esse método não é aceito pela legislação fiscal. Sendo necessário adotar os métodos PEPS que vimos anteriormente é o Custo médio que veremos a seguir.

3.Custo Médio

O Custo Médio ou Média Ponderada Móvel é uma metodologia de gestão de estoque que renova o valor dos produtos em estoque a cada entrada de novos itens.

A renovação no custo dos produtos leva em consideração justamente, o cálculo da média ponderada, ou seja, o resultado da soma do custo dos produtos mais novos e mais antigos, dividida pelo número total de itens.

Vale destacar que o Custo Médio e o PEPS são as únicas metodologias para contabilização e gestão de estoques aceita pelo Ministério da Fazenda para fins do Imposto de Renda.

4.Just in Time

O Just in Time é um método para gestão de estoques que tem como objetivo principal, a redução de custos com o armazenamento de mercadorias.

Criado pela Toyota Motor Company na década de 70, o Just in Time se preocupa em manter o estoque no menor nível capaz de atender as necessidades da empresa.

Devido às suas características, esse método exige controles excelentes de gestão para evitar que a empresa não sofra prejuízos e a perda de negócios em função do desabastecimento de estoque.

Para utilizar esse método, as empresas precisam contar com localização estratégica e uma rede de fornecedores eficiente e comprometida com os prazos de entrega.

A sua empresa adota métodos de gestão de estoque padronizados? Não abra mão do controle eficiente e preciso de estoques e mantenha maior controle sobre os seus negócios.

Para mais dicas e conteúdos relacionados a gestão de negócios, continue acompanhando o blog da Zanini Auditoria.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas