Skip to content Skip to footer

4 erros do comércio varejista que você precisa evitar!

4 erros do comércio varejista que você precisa evitar!

Existem pelo menos 4 erros do comércio varejista que devem ser observados e evitados a qualquer custo para que o negócio mantenha a sua qualidade e faturamento.

Isso não significa, todavia, que apenas se atentar ao que está errado é o suficiente, também é fundamental estar aprimorando o seu negócio de forma constante e incansável.

Isso porque um comércio varejista precisa se atentar a muitos pontos diferentes, em especial porque se trata de um negócio altamente adaptável a novas situações e dinâmico.

1.Esquecer de controlar o estoque

O principal ativo de um comércio varejista é o seu estoque. Não adianta de nada ter várias opções de produtos, se quando a demanda aperta, o estoque acaba.

Antigamente, o controle do estoque era mais difícil e rudimentar, hoje, todavia, existem diversos sistemas automatizados que podem ajudar muito nessa administração.

Usar planilhas para controlar o estoque, é um dos erros do comércio varejista, e deve ser evitado a todo custo, pois há grande propensão à desorganização, perda de tempo e erros.

Além disso, o cálculo errado dos custos e margens de lucro dos produtos pode afetar muito negativamente o negócio, levando os administradores a tomar decisões inoportunas e trazendo prejuízos para a empresa.

2.Apostar demais em ofertas de preços baixos

De um ponto de vista estratégico e administrativo, ter uma operação baseada quase inteiramente no oferecimento de ofertas de preços pode ser muito perigoso.

A razão disso é porque, se as promoções forem mal planejadas, o comércio poderá perder dinheiro. Se as promoções forem frequentes, isso acostumará mal os consumidores.

Promoções são importantes para atingirem um objetivo pontual de chamar a atenção de mais clientes, no entanto, se mal planejadas, podem levar à perda de dinheiro e margem, tornando inútil o aumento na quantidade de clientes frequentando a loja. É preciso observar quais são as condições financeiras disponíveis e operacionais para se conceder descontos.

3.Não estar atento às tendências e particularidades de região

Por se tratar de um ramo muito dinâmico, o varejo precisa estar muito atento às tendências do mercado, principalmente aquelas relacionadas ao segmento da loja.

Uma das piores coisas que podem acontecer é um cliente entrar em uma loja achando que irá encontrar a última novidade de mercado do produto que ele gosta, e se decepcionar.

É altamente recomendável saber muito bem quem é o público-alvo da loja, para se certificar de quais tendências são realmente relevantes para ela.

Existe também alto impacto na gestão de um negócio em relação às características do bairro. Principalmente nas grandes cidades, a rotina de um bairro comercial é completamente diferente de um bairro residencial.

Existe influência até mesmo na quantidade de atendentes no horário do almoço ou ao fim do expediente, ou em determinados dias da semana.

4.Falta de planejamento

Por fim, um dos principais erros do comércio varejista: a falta de planejamento. Na realidade, esse é um erro que acomete e vitimiza qualquer tipo de empresa.

Uma empresa que não se planeja desde a sua criação, que não possui um plano de negócios, que não estuda o mercado e o seu público-alvo, sempre tem mais dificuldades.

A questão é que algumas vezes, as dificuldades de um determinado comércio em seu segmento, podem ser grandes demais para serem resolvidas de improviso.

Vale destacar que o planejamento da empresa também está relacionado a questões burocráticas, fiscais, contábeis, tanto quanto às questões administrativas e comerciais.

Procurando uma contabilidade que entenda do seu negócio? Conte com o auxílio da Zanini Auditoria, entre em contato conosco!

Translate »